Primeiro.

Faz muito tempo que eu não escrevo assim. 

Assim, escrever sobre alguma coisa que eu esteja sentindo.

Nos últimos tempos, sempre que eu começo a escrever, acabo generalizando a um comportamento do ser humano e transformo o texto em algo completamente impessoal.

A verdade é que eu não sei. Odeio falar isso, mas é só isso que eu consigo falar ultimamente. Eu não sei o que fazer. Não sei. Não faço a mínima ideia do que fazer.

Eu também não sei o que sentir. Eu nunca achei que eu fosse precisar lidar com a situação que eu me encontro, eu não sei o que as pessoas deveriam sentir em momentos como esses.

Não é tristeza, não é raiva, não é decepção. É diferente. Se eu fosse descrever, acho que o mais próximo seria: perda.

Eu perdi uma pessoa. Eu perdi uma das pessoas mais importantes na minha vida. 

O que mais me dói é que eu não perdi porque o destino quis assim, não foi o mundo, não foram terceiras pessoas. Foi ESCOLHA. 

Uma pessoa que eu achei que sempre me amaria, escolheu me deixar.

Eu sinto que eu não consigo lidar com o que eu to sentindo. Eu tento falar, eu tento chorar, eu tento me abrir. Eu consigo, às vezes. Mas não chega a 3% do que eu realmente sinto dentro de mim. 

Eu tenho muitas manias e teorias. Uma mania que eu tenho é personificar sentimentos, personificar comportamentos. E hoje eu dia, se eu fosse um sentimento, eu seria um grito.

“Mas grito não é um sentimento”.

- É sim. 

Eu sei que eu não sou uma boa pessoa para estar ao redor. Eu to constantemente me sentindo mal pela maneira que eu ajo. Me sinto manipuladora, carente, calculista. Eu sinto que eu faço menos pelas pessoas, do que elas fazem por mim. E mais uma vez, eu não sei o que fazer.

Sei lá, não consigo mais escrever.

Pri 

Ruiva

Ruiva

flor da thais (Photo by priferrari22)

flor da thais (Photo by priferrari22)

Tags: lightbox

Photo by priferrari22

Tags: lightbox

esquenta desde as 17h

esquenta desde as 17h

New toy

New toy

temos um vencedor o sapato numero 3

temos um vencedor o sapato numero 3

Sapato numero 2

Sapato numero 2